Soletro senhas sozinha

Soletro senhas sozinha na madrugada

Esperança de um poema de amor

Um grito desesperado: volte !

Te quero!

Te amo!

Você é a mulher da minha vida …

Só você.


Só eu. Eu sozinha.

Pairo no ar de meus 30 anos.

Há trinta anos tanto, muito, sinônimo de solidão

Talvez eterna

Hoje só certezas e frustrações.

Constatações.

Mulheres de 30.


Trinta sonhos.

Trinta anseios.

Trinta desejos.

Três amores idos.

Um amor latente.

Um amor ainda possível.

Um ser só.

Só ser.


Três decepções vezes três quereres.

Tri logia Tri patia Trepa trepa?

Três vezes não.


Tresejos tântricos

Quiçá ternura apenas

 E nada mais.


Ser  ou não ser sendo-se só.

Terceiros girassóis.

Gira gira ou gira o girassol?

Só o segundo sol dirá.

Será o quarto?


 
 
 
 
 
05/11/2005

Um comentário sobre “Soletro senhas sozinha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s