Pedaços

Hoje sou um pedaço de família:

mulher-ilha sozinha em minhas decisões.

Hoje precisei de um pedaço de homem:

seus braços fortes para me envolver.

Desejei outro pedaço, este atitudinal:

“pode deixar, minha filha, que eu resolvo tudo para você”.

Um pedaço do meu carro pifou:

o alarme encrecou e eu fiquei à deriva

no banco da frente, pedaço de mim,

esperando o seguro com motor bloqueado às 23 horas.

Um pedaço de meu cérebro lembrou

que eu tenho a mania de ler manuais

e tentei todos os pedaços de decisões

que os garanhões de plantão não conseguiram resolver.

Aperta daqui e dali, abre o capô, o painel de fusíveis,

gira a chave com pé na embreagem, gira a chave sem o pé na embreagem,

acelerei assim e assado, apertei botão, soltei botão, fiz isto, isso e aquilo…

Até que parei, pensei e decidi, sozinha:

pedaço de papel colado no vidro. Disquei o seguro.

Relaxei, tranqüilizei-me… Lembrei então o pedaço certo do manual…

tática aplicada, desbloqueio do motor do carro ativado!

Feliz, auto-suficiente e mulher.

Faculdade deserta, mais ninguém àquela hora.

Dispensei o seguro, voltei para casa.

Subi a escada escura meio melancólica.

Em casa, faltava o pedaço que eu queria.

Olhei a torta de nozes…

um pedaço, dois pedaços, três e quatro pedaços.

Depois de um terço da doçura digerido serotoninamente,

a dieta foi para o espaço… mais três morangos…

A essa altura,

e o coração?

Simples: está em pedaços.

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Pedaços

  1. amei esse texto dos pedaços! aliás adoro essa coisa de partes rsss bj

    __________________________

    Oi, Sol, discordo… Eu gosto de inteiros, sempre… isto de pedaços e metades não é coisa para leonina não. TÔ com Pessoa, “para ser grande, sê inteiro, nada teu exagera ou exclui…” Lembra?

  2. Que isso, que texto, hein? E esses doces? Nossa, fiquei com água na boca…… hehehe

    __________________________________________________________

    É de verdade Carol, a foto foi de ontem. Comi um terço dela, depois tomei vergonha e pus o resto no freezer porque senão a Baleia encalhará no verão… rsrsrs Três docinhos destes de morango arremataram o dia de ontem. Também, tive tanto estresse o dia inteiro que a culminância do alarme do carro me esgotou e eu nem me culpei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s