Durma com um barulho destes

Minha amiga papeou hoje à tarde por muitos inquietantes minutos comigo. A história era a de um homem interessante, bonito e inteligente. Ela se apaixonou, mesmo sem querer. E alguém lá consegue escolher essas coisas do coração?

Então, qual o furúnculo perturbador? Vulgar, comum, ordinário, cotidiano: o cara é casado. Ihhhhhhhhhhhhhh…

Eu fui logo lhe dizendo, queira nada sério com ele, não. Porque você o verá desabafar em seu colo o horror de conviver com a esposa macabra, malévola, bruxa do mal. Em todas as horas de riso de vocês, haverá piadinhas sobre a dita cuja insensível e implacável. Depois do sexo. No jantar à luz de velas. No sofá deitados ou no cinema à meia-noite. Na hora da sua carência (leia-se exigência), a bruxa será você. Ela, coitadinha, será a frágil menina que não sabe viver sem a proteção dele, macho provedor. A irada esposa ofendida que ataca, agride, o faz desfazer-se em lágrimas – que serão choradas todas em seu colo. Minutos depois, quando a arma fatal da mulher oficial for posta estrategicamente entre vocês, e ela chorar as lágrimas sentidas de beicinho que saberá fazer melhor do que você, já que depois de tantos anos é PhD em lidar com ele, hoho, filhinha , amiguinha, você vai sofrer. Preterida.

Ah, e tem mais, amiga, poupe-se da dor de saber que nas noites em que você toma café vendo a droga da programação na tv, sem ter com quem comentar, ele estará lá, na casa dela. Na cama deles. E sua cabeça insana de mulher apaixonada vai pensar por horas e horas na cena provável de carinho entre os megeros pombinhos.

– Ah, Alena, mas está difícil achar o desimpedido … o liberto …  A vida apronta com a gente.

– Não, honey, não. A gente apronta com a gente. Vá lá, se jogue, como dizem os meus alunos. Mas leve as cordas e deixe a equipe de resgate a postos para te retirar do fundo do poço depois. (Buáááá… eu queria protegê-la, mas ninguém pode contra um insensato coração).

Anúncios

4 comentários sobre “Durma com um barulho destes

  1. Trágico. Mas algo me intriga querida Alena. Argumentaste muito bem sobre o tema. Acaso incidiste nesta falta?
    Abraço.

    ___________________

    Hummmm, Terto está entrando na minha semana…. Basta ler A vida em Palavras, Terto, que você saberá … Detalhe sério: não sou contra nenhuma forma de amar, mas o diabo é quando tem gente querendo levar a sério o que talvez não seja. A minha amiga está apaixonada e parece que o cara gosta dela no esquema tríplice aliança: eu, tu e ela. Aí é meio flórida…   Buá… 

    Incompatibilidade não de homem e nem de mulher, mas de quereres.

  2. Que coisa! Por que essas meninas lutam tanto por um caso sério? Vamos aproveitar esta vida minha gente que beijar a mesma boca muito tempo, cansa.

    _____________________________

    Lili, o diabo é quando elas se apaixonam. Seria tão bom que curtisse o bonitão e só… light, light…  😉

    Xi, tenho que admitir que nunca cansei de beijar a mesma boca, meus namoros duraram séculos…

  3. Pensar e raciocinar são diferentes. Parecer e ser também. Mas não quero polemizar e nem entrar na sua semana. Afinal cada um sabe onde o seu calo incomoda, não é?
    Um beijo na sua amiga e um beijo para você.

    ________________________________

    E não é?  😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s