Hipoglós tem cheiro de mãe

A minha um dia sorriu,

levantou-me as pernas com dobrinhas,

limpou-me as sujeiras

e conversou comigo enquanto punha as fraldas brancas

arrematadas por alfinetes de bichinhos.

Lembro um rosa que minhas bonecas herdaram e que me promoveu à condição de mãe de brinquedo pelos doces e saudosos longos anos de infância.

A pomada existe ainda e, se normalmente seu cheiro de óleo de fígado de bacalhau me repele a maioria das horas, hoje me transportou a um tempo quando havia abraço, segurança e ninar de sonhos.

Ela cantava o “faz três noites que eu não durmo, ô, Lalá , pois perdi o meu galinho, ô, Lalá…” Eu sei que eu era bebê e sorria, prestando muita atenção àquele olhar umbilical que até hoje vejo no espelho, nas lembranças, nas fotografias, nos guardados da memória.

Ela usava trança e trançava o cabelo com um lenço de seda colorido. Cheirava gostoso, não a perfume francês ou a qualquer um dos baratos. Tinha o cheiro que só as mães sabem ter. E eu, já moça, deitava em seu colo, inventava que achava que tinha pegado piolhos (aos 24 anos!) só para sentir o eterno deslizar de sua mão em meus cabelos.

Assisti tantas vezes às novelas no sofá estampado, juro, apenas para estar perto dela e ver-lhe o riso, o olhar marejado ou a incontida indignação.

Eu nunca a soube humana, limitada, nem animal. Minha mãe é de uma perenidade que só ‘a dona de tudo’ , a que ‘vale mais para mim que o céu , que a Terra, que o ar’, poderia alcançar. E como faz falta!

Peguei a pomada. Li o modo de usar: ‘limpe cuidadosamente a pele do bebê e aplique uma camada da pomada sobre a área a proteger, massageando suavemente’. Passei um tanto no meu rosto hoje com espinhas. Porque a criança que ainda sou precisava dormir com o cheiro de proteção que só a sua mãe lhe poderia dar.

12 comentários sobre “Hipoglós tem cheiro de mãe

  1. Logo que eu me tornei mãe passei a ter cheiro de leite azedo.
    Depois que elas desmamaram passei a ter o cheiro daqueles lencinhos umedecidos.
    Mais tarde o cheiro predominante e impregnante era de sopinha de legumes e farinha láctea.
    Só agora voltei a ter cheiro de gente.

    _________________________________

    E de mulher, não é , Meg? O cheiro da minha eu jamais esqueci.

  2. Alena, mais um post-poesia, que bonito…Incrível como um cheiro faz a gente viajar e atravessar o tempo. Eu ainda tenho que pensar nos cheiros que me levam pra longe, fiquei muito tempo sem dar atenção a eles. Beijo.

    ____________________________________

         😉    Obrigada.

      Ontem eu estava muito pequenininha, precisando de um colo que só ela poderia me dar.

  3. Sou sua aluna no persona,
    adoro ler seu blog

              🙂

    _______________________________

    Oi, Mari! Que bom que comentou por aqui. Só assim para eu saber. Beijo!!!

  4. olá Alena
    tem razão …tem cheiros e sabores que nos trazem o passado de volta …
    bom domingo !!!
    bjs

    __________________________________
    Porque o passado me traz uma lembrança de um tempo em que era criança…

  5. lindo, lindo, lindo! chorei! eta frase danada “hoje me transportou a um tempo quando havia abraço, segurança e ninar de sonhos”… “Porque a criança que ainda sou precisava dormir com o cheiro de proteção que só a sua mãe lhe poderia dar”. MARAVILHA POETA!

    _____________________________________________________
    Sabe que são as minhas duas frases prediletas?

  6. Há momentos em que nenhum comentário ns parece apropriado. Este post, que apanhei por acaso, subiu bem alto, creio mesmo que tocou na nuvem que agora vejo passar pela minha janela aqui em Portugal.

    _____________________________________________________
    Poxa, amigos em Portugal sempre me comovem, amo a terrinha!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s