Amar de verdade

Carlos Drummond, meu poeta preferido, aquele de bolso, cabeceira, citações e ternura no meu coração, já disse que “amar o perdido/ deixa confundido/ o coração”. Mas hoje, mais uma vez, a frase que me toca é que “Amar se aprende amando“.

Já li alguma vez que os que têm maior capacidade de amar são os mais carentes, exatamente porque precisam dar o amor que têm.

Hoje vejo como as pessoas têm pouco amor… é sério mesmo. A tolerância é pequena, o cuidado é displicente, esquecido, o amor é condicionadíssimo, a conquista ocorre só nos momentos iniciais.  A modernidade adoeceu o homem e minimizou o seu potencial amante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s