Diálogos carnavalescos – parte I

O namorado português da minha amiga, hospedado aqui na praia do Flamengo e cheio de animação, acordou-a às 11 da manhã em pleno domingão de carnaval no ano passado:

– Minha querida, acorda, hoje não vai mais ter carnaval.

– Hã?! Nãão?

– Não, acabou o carnaval de todo mundo (categórico).

Ela levanta-se sobressaltada da cama:

– O que foi? ACM morreu? (assustadíssima)

– Não, está chovendo.

– Ah… (muitos risos, quase gargalhadas ) Tolinho, pode ir vestir seu abadá porque vai ter carnaval sim. Oxi… quem já viu!