11 comentários sobre “O papa não é pop

  1. Alena, o papa deveria tecer comentários sobre o celibato dos padres e da pedofilia que atormentam os bastidores da igreja, deixa que os problemas do casamento quem está nele resolva. Seja o primeiro, segundo ou décimo-quinto, cada um que solte suas amarras ou coloque suas algemas.
    Um abraço

  2. Ja passei pelo primeiro, valeu amar e ser amada, valeu a experiencia de vida. Faria, faço e farei tudo de novo. O segundo, o terceiro, o milésimo!!! Quem disse que temos que contar as tentativas de ser felizes. Devemos contar o que fazemos de mal aos outros, para nao fazer de novo! Bjsss, Marta

  3. Pois é…já que o problema é o segundo…passamos rapidinho por ele,e engatamos um terceiro =D
    Agora,me diga…o Papa já casou quantas vezes,pra saber que o 2º casamento é uma praga?
    o.O
    Me poupe viu…!
    BeijoS!

  4. Bom eu ainda não passei pelo segundo casamento, mas pretendo ter o segundo e se o segundo não for bom, o terceiro eu terei e assim por diante.rsrsr

    As pessoas tem a grave mania de julgar o que não conhecem e simplesmente por não conhecerem julgam como errado…… Falo sério esse papa hein !?

    Beijos

  5. Eu concordo com o Papa. Uma vez casado, sempre casado. E segundo casamento não existe. É uma praga. E vou continuar usando as palavras e Chico Buarque:

    “nunca fui ao cinema
    não gosto de samba
    não vou à Ipanema
    não gosto de chuva
    nem gosto de sol”

    O Papa que me poupe.

    beeeijo.

  6. Ele fala como se cada pessoa só pudesse ter uma chance para ser feliz… Patético! Assim como outras tantas declarações dele.

    Será que existem alguma espécie de Impeachment para Papas? Seria uma boa para este que aí está. [risos]

    Beijo,
    Vini.

  7. Não é necessário nem ser papa nem ser casado para saber sobre casamento. Aliás, todos viemos de uma família, na qual o óbvio nos diz que fazemos parte dela e vemos como é, o que significa, o que atrapalha e o que faz bem no casamento. Sejamos casados, solteiros, esposos, esposas, filhos, avós, netos, sobrinhos, etc. todos sabemos o que é um casamento. Eviodentemente, um conhecimento mais amplo pode ser adquirido no estudo sobre qualquer assunto. Digamos, por exemplo, para saber que a vida em Paris é boa, é preciso morar lá? Ou para saber que de um ato conjugal pode se gerar um filho é preciso ver como se faz ou basta saber!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s