It’s raining men! Aleluia!

A mamãe e sua ninhada -1- Bruno 2 -Felipe 3-David

Vou ter que parir meninas!!! Nossa, meus amigos de longa data só dão à luz meninos!

Já estou preparando uma escolinha de futebol… algo do gênero. Todos os meus amigos que tiveram filhos só trouxeram machos ao mundo. De tanto a gente reclamar que falta homem no pedaço, a turma caprichou. Léo, Rafinha, Bruno, Daniel, João Vítor, Mateus e…

Acabaram de nascer Bruno, Felipe e David, trigêmeos. A mamãe (ufa!) está livre de comprar os fardos de absorventes quando as crianças se transformarem em adolescentes. Imagina só ela na farmácia delivery do futuro no fim de semana na praia:

– Alô? Por favor, vocês podem entregar quatro caixas de Ob no endereço tal?

A farmácia ia pensar que era trote o tempo inteiro. Do concorrente.

Em compensação, já falei ao papai para se preparar na fila do posto de saúde : haja camisinha grátis! Se fosse usar o disque farmácia, corria o risco de parecer o garanhão ou o fraudador, pedindo 16 camisinhas para o sabadão (ahahaahahaha!).

Para a genitora que padecerá (quem disse que é no paraíso?) mais uma boa nova: na hora da hiperatividade, papai é que vai inventar bicicleta, jogos, praia e caminhadas com trilha. Nada de ver trezentas panelinhas de plástico espalhadas pela casa nem duas dúzias de bonequinhas com aqueles nomes que as crianças nunca esquecem, mas a gente sempre atrapalha. Ai,ai… ia me esquecendo: ninguém terá paz, nada de andar descalço pela casa a pisar nos trinta e cinco mil legos que as crianças ganharão. E chama o papai e os titios para ajudar a montá-los.

Ufa! Aniversário : economia geral! Basta um bolo e brigadeiro para todo mundo. O difícil nestes tempos de arrocha econômico é convencer os convidados a irem. Três presentes de vez no orçamento é sacrifício (risos). A titia aqui está fazendo um caixa dois e um caixa três para dar conta do recado.

Mas se os pais escaparam da água derramada na sala porque não haverá panelinhas com comidinhas exóticas de mentirinha nem bules e chaleirinhas em miniatura, por outro podem ter certeza de que haverá o mesmo líqüido na casa inteira esparramado. É simples: meninos brincam com pistolas d’água. Era uma vez o sofá que servirá de trincheira.

Já adverti a mamãe incauta: sua sala de jantar será jamais a mesma. As pernas da mesa dão ótimas traves, qualquer criança sabe disso. E vasinhos de cristal, porcelanas e biscuits já podem ser leiloados pela família. Virarão caquinhos se a mãe insistir em (man)tê-los.

Afora tanta brincadeira, é com grande alegria que celebramos o nascimento dos meninos. Eles vêm consolidar uma história de amor e  abençoar um casal que há muito deseja os descendentes.

Bem vindos a este mundo, meninos, boa sorte papai e mamãe! Muita saúde e amor para toda a família é o que posso desejar.