Quando

O tempo de Vinícius é quando. O meu também está sendo e creio que por isso ando angustiada.

Vontade de começar (pela milésima vez) a fazer ginástica: clichê que já me cansou. Matrícula na dança: eternamente adiada. Nova graduação: cara demais (ninguém falou a  estas faculdades particulares o valor do salário mínimo?). Mestrado à vista: vagas que nunca abrem, projeto, burocracia, sacrifícios. Comidas ruins da empregada: falta-me tempo para cozinhar. Vontade de dormir: ter que acordar cedo. Vontade de viver: provas a corrigir. Dieta: insanidade do fim de semana. Compras: limite de cartão e cheque. Apartamento novo: o contrato demorará a vencer. Lembranças do passado: já passadas. Perspectivas do futuro: ainda futuro.

Amanhã será outro dia? Não. Será segunda-feira.

Com Chuva

Salvador com chuva só dá shopping. A peregrinação me levou novamente ao Shopping Salvador. Interessante, vão amplo, pé direito alto, escadas de vidro jateado, mas lojas de sempre… O que há de interessante mesmo é a praça de alimentação que conseguiu virar o novo aeroclube de Salvador. Embora a novidade seja pouca e o espaço para crianças insuficiente, ao menos é mais um espaço para passear (?!) na cidade. Cinema ainda não há (só em junho).

O que me intriga é que todas as lojas novas não tenham conseguido arrumar uma vitrine com roupas lindas.  O Iguatemi nesta semana caprichou por causa da concorrência e a nova coleção da M. Officer está escandalosamente linda. A Zoomp então, nem se fala. No Shopping Salvador, muito a se fazer ainda. A mais bonita de todas as lojas conseguiu ser a Xarmonix.

Mas com licença, que a chuva continua e eu vou pegar a  minha lambretinha ali na Cely.