Assim não dá!

Você está poooota da vida, não foi ao salão porque tinha que escolher entre a academia e a beleza momentânea – por causa da promessa que fez de (tentar) não faltar um dia sequer à ginástica, malhou duas horas longas naquela esteira que não sai do lugar e puxando aqueles pesos todos, não foi ao shopping, não saiu para nenhum barzinho da moda, não gosta de novela, a balança hoje acusou as massas, a feijoada, o filé à parmegiana e as garrafas de vinho da semana, leu trezentas vezes aquelas revistinhas imbecis de dieta para ver se acredita por lecto-osmose que precisa ter um corpo de celebridade barbie rosa desmiolada, toma um litro de água, prepara três xícaras de chá verde com pêssego, resiste ao lanche que a sua irmã adolescente tem a audácia de comer na sua frente, bloga para passar o tempo, comenta e lê os amigos para enganar a vontade de comer e tem a GENIAL IDÉIA de fazer a experimental cozinha light: tirinhas de cenouras geladas com pimentão. Até aí, tudo fantástico.

O diabo é que você escolhe o pimentão mais lindo da geladeira, o mais tenro, o mais perfeito, o mais multicor e passa a sua faca tramontina de corte preciso para descobrir que você não foi o único ser vivo a escolhê-lo:

Dá para manter a dieta? Arght!

Anúncios

O que fazer…

… quando chove horrores na sua cidade, todos os seus amigos viajaram, seu namorado foi para um fim de mundo lá pelas bandas da floresta amazônica e ainda por cima a balança maluca quer atestar que tudo que você comeu fez diferença?