Amanhã

Amanhã de manhã vou acordar inteira. Esticar as pernas, lânguida, para ter certeza de que muito elas podem caminhar. Espreguiçar com calma porque meu corpo precisa ser sentido. Vou abrir os olhos e ver a manhã que se levanta em possibilidades.

Depois do banho, sairei vestida de mim mesma em busca de ser feliz.