Choque de gerações

Não sei quem escreveu. É mais um destes textos que recebemos por e-mail.  Vou pesquisar a autoria, se achar, coloco-a aqui.

Não sou de ficar publicando os textos de e-mail, mas eu não resisti a este:

“Um calouro muito arrogante, que estava assistindo a um jogo de
futebol, tomou para si a responsabilidade de explicar a um senhor já maduro,
próximo dele, por que era impossível a alguém da velha geração entender esta
geração.

– Vocês cresceram em um mundo diferente, um mundo quase primitivo…

O estudante disse alto e claro de modo que todos em volta pudessem ouvi-lo.

– … nós, os jovens de hoje, crescemos com televisão, aviões a jato,
viagens espaciais, homens caminhando na Lua, nossas espaçonaves tendo
visitado Marte. Nós temos energia nuclear, carros elétricos e a hidrogênio,
computadores com grande capacidade de processamento e, …

Numa pausa para tomar outro gole de cerveja.

O senhor se aproveitou do intervalo do gole para interromper a
liturgia do estudante em sua ladainha e disse:

– Você está certo, filho. Nós não tivemos essas coisas quando nós éramos
jovens, por isso nós as inventamos… e você, bostinha arrogante, o que
você está fazendo para a próxima geração? “