A gribe me begou

A coisa anda difícil aqui… trabalho tanto que nem tenho tempo de alisar a barriga. Sorte que meus alunos e os ex-alunos que encontro pelo corredor têm sido tão delicados que o carinho
anda suavizando o caminho da jornada de doido em que eu estou.

Nesta semana, então, o corpo faliu. Toma. Quem manda. O corre-corre foi tão grande na semana passada que mal comi uma frutinha. E olha que é parte da minha rotina muitas frutas e quase todas as verduras e os legumes. É que eu gosto mesmo. Mas já resolvi o supermercado e abasteci de verdes, laranjas, vermelhos e açaís a casa.

Entrei numaparanóia tão grande que me esqueci de comer terça à tarde. Conseqüência imediata: no meio da prova, uma dor de cabeça tão absurda – que eu nunca havia sentido – que simplesmente tive o primeiro branco da minha vida e não pude responder bem ao que eu sabia ‘de cor e salteado’. Só na próxima para recuperar. Paciência. Quem manda, madame tudo-ao-mesmo-tempo-agora ?