Gravidez e outras coisas

É… sempre me perguntam como é estar grávida. Eu digo bem humorada que ainda não sei. Vou ter que engravidar de novo (!!!) para saber porque tenho trabalhado tanto e feito tantas 30.000 coisas ao mesmo tempo que ainda nem sei direito o que é estar grávida.

* * *

Só sei que nas horas vagas do domingo – no qual eu não tenho trabalhado nem a pau – eu percebo a barriga. E está sendo uma delícia.

* * *

À noite, todos os dias, também guardo uns 15 minutos para me sentir. Sempre ocorre lá pela meia-noite, quando deito já cansada do dia. E parece que a menininha sabe que eu finalmente deitei e resolve protestar ou me revelar a sua presença com toda força. Ela faz um carnaval na minha barriga e dá até para ver o movimento para lá e para cá. O papai encosta a mão e ela chuta sem parar, as ondas vão e vêm neste mar de amor placentário.

* * *

A minha filhinha da barriga, ex-sem-terra (leia-se sem-quarto), já tem o seu minifúndio no pós mudança.

* * *

E eu que me gabava de até o sexto mês não ter comprado absolutamente nada, entendi o que é consumo após o advento do quarto.

* * *

A casa nova vai bem, obrigada. E a vontade de ter MUITO DINHEIRO para renovar tudo também (risos).