Critica quem pode…

Sempre que se vê um bebê na rua, ouvem-se muxoxos: “tão pequenininho…”, “eu, heim!”, “mãe desalmada!”, “coitadinho… tão novinho e já na rua!”

Fale quem puder, mas quem não tem filho, toma cerveja regularmente e está com a vida, digamos, ‘normal’ não tem o direito de dar palpite na saída de casa para respirar das mães que não têm com quem deixar seus filhos.

Alguém aí sabe o que é parto + apojadura + bebê recém-nascido + choros e mais choros + relógio biológico maluquíssimo + estar fora de forma + não ter nenhuma roupa agradável + não agüentar mais as quatro paredes ?

Ah, tá…

Anúncios

4 comentários sobre “Critica quem pode…

  1. Sorte de quem tem uma irmã, mãe, ou até mesmo uma amiga de confiança pra ficar com o filhote. Não sou mãe, mas sei bem como deve ser, pq acompanhei todo esse processo ao lado de minha irmã, que ficou 2 meses do quarto – cozinha- banheiro, com um bebê chorando. eu mesma fiquei inúmeras vezes com minha sobrinha pra dar uma folguinha pra ela. Alguém criticava? com certeza! Se dane mesmo quem não sabe o que é isso.

  2. Quando vim morar em España fiquei admirada(boquiaberta mesmo) com a quantidade de bebês nos lugares publicos. Naquela época ainda nao existia a lei anti-tabaco e as crianças estavam nos bares/restaurantes com os pais e aquela nuvem de fumaça pairando sobre as cabecinhas indefesas.
    Tbm me chamou muito a atençao que aqui e em todos os paises europeus(estou estudando antropoligia e praticandoa lei da observaçao.rs)as familias tem o PASSEIO como um habito diário. Chuva, frio, neve….os bebês/crianças vao a rua de passeio(os carrinhos de bebês estao adaptados para abrigá-los do vento e chuva). Nao estou falando daquele típico passeio do bebê(de sair pra tomar solzinho as 10 da manha), tô falando de PASSEAR….caminhar sem rumo definido, entrar em uma cafeteria, tomar um café, ler jornal do dia ou a revista semanal(todos os lugares oferecem imprensa de grátissss), ou seja: TER VIDA SOCIAL!
    As familias levam os filhos juntos para tudo.
    Eu, sinceramente, gostaria de ter tido meus filhos aqui e nao me privar de sair tanto. A cultura de um país influencia muito no comportamento da gente e tem coisas que na America Latina nao é visto com bons olhos e eu mesmo estudando muuuuito sobre a sociedade e os costumes ainda nao consigo entender.
    Faça o que for melhor pra voce estar bem porque o resultado se notará em sua familia!
    uma beijoca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s