Os céticos que me perdoem

mas ainda existe muita gente boa, muitos bons sentimentos no mundo. Acabo de chegar de minha consulta ginecopsicológica. É que minha médica é também minha grande amiga e, para driblar a agenda lotada e a falta de tempo, marco sempre consulta no último horário dela. Então além de cuidar do corpo, cuidamos ambas da alma. E aquele espaço de tempo no consultório vira mais de uma hora da mais pura amizade.

Quer saber? Remédio melhor não há.

10 comentários sobre “Os céticos que me perdoem

  1. Agradeço sua visita.

    É muito bom ter amigos, gente de verdade em quem a gente pode confiar.

    Sobre o namoro no portão, lá se vão baixinho, no minímo uns 15 anos. Impensável nos dias de hoje.

    Mas, sabe? Gosto de olhar para aquela época e perceber que a minha imaginação me enganou. E que sim existe gente boa no mundo. Era um sincero pedido de ajuda de alguém que só queria manter seu emprego e trabalhar.

    Um luxo, raro talvez nos nossos dias, mas tão bom de se sentir!

  2. A postura do cético diante da vida é sempre amarga e, por que não dizer, esconde um certo grau de arrogância. Se “tudo está errado”, se “ninguém presta”, se “antes é que era bom, agora tudo está perdido”, só mesmo alguém que se julgue muitíssimo especial e melhor poderia dizer… Inda bem que existem aqueles que acreditam na bondade do outro, mesmo sabendo que todos somos portadores de defeitos e capazes de pequenas maldades. Mas é preciso acreditar, ter bom humor, levantar a cabeça, bola pra cima e vamo que vamo!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s