Saramago

“Que não nos venham pois com histórias, bem te conheço, ó máscara. O mau é que se as máscaras mudam, e mudam muitíssimo, o que está por baixo delas mantém-se inalterável. E nem sequer é certo que tenhamos perdido a inocência.”

Quanto mais eu leio, mais eu gosto.

Anúncios

10 comentários sobre “Saramago

  1. Oii Alena! Como está? Fui sua aluna de OLE na Unijorge, lembra? Adoro seu blog! Fico impressionada com a facilidade que você tem em escrever sobre tudo! Um dia alcanço esse patamar…Vim aqui pedir para você dar uma olhada no meu blog também…
    Ainda sou nova por aqui, mas quero uma opnião profissional! Rsrs

    Beeijos

  2. Carta aberta a Maitê Proença

    Hoje, 13 de Outubro do ano da graça de 2009, Portugal despertou com a notícia, em tudo quanto é jornal, de um vídeo que você fez em Portugal – quando por cá se encontrava em trabalho – e que passou no programa “Saia Justa” do GNT e onde você tenta fazer piada com a tão propagada burrice dos portugueses por terras de Vera Cruz.

    Sem deixar de me interrogar com a falta de assunto de real importância com que a maioria da imprensa portuguesa parece conviver, não posso deixar de aqui expressar a minha opinião sobre algo que, pela sua natureza, é passível de criar ódios de estimação entre dois povos com muito mais em comum que possa uni-los do que babaquices que possam desuni-los.

    Sou portuguesa, adoro o Brasil, a sua cultura e o seu povo e, em minha opinião, as piadas que no Brasil se contam sobre os portugueses, nada mais são do que a prova de que alguns brasileiros são muito ignorantes, preconceituosos e sofrem de um tremendo complexo de inferioridade e de uma enorme baixa estima, o que não deixa de ser lamentável.

    A sua tentativa vã de ter graça à custa dos portugueses apenas demonstrou que a Sátira e a História não são o seu forte.

    De facto, a quantidade de asneiras que você diz em poucos minutos é assustadora.

    Para começar, Salazar esteve no poder 42 anos e não 20 – infelizmente para nós portugueses – tendo sido substituído por Marcelo Caetano que manteve a ditadura por mais 6 anos.

    Satiriza com Sintra sem saber que esta tem dezenas de monumentos históricos e que toda aquela região é Património Mundial da UNESCO.

    Nem passa pela sua pobre cabecinha que Sintra foi, no passado, um centro de reuniões para muitos escritores, revolucionários e ordens herméticas. É por esse motivo que Sintra está repleta de símbolos que despertam – em qualquer pessoa que tenha frequentado a escola básica – no mínimo, curiosidade. De facto, Maitê, o 3 virado para o lado direito é um símbolo esotérico muito conhecido mas, pelos vistos, você desconhece e nem procurou conhecer. Preferiu, antes, a piada fácil e boçal.

    Você não faz ideia do que é um estuário, pois não? É que se fizesse, de certeza que entenderia a razão pela qual os portugueses chamam ao Tejo, “mar”.

    Junto do túmulo de Camões, localizado no interior da Basílica do Mosteiro dos Jerónimos, você fez piada com este e atreveu-se a brincar com o estilo arquitectónico Manuelino enfatizando o “Manuel” que é o nome com que alguns brasileiros se referem de forma depreciativa aos portugueses.

    Maitê, em Portugal fala-se português, portanto, para nós não existe a palavra mouse e sim rato.

    Os hotéis, pelo menos em Portugal, não têm qualquer obrigação de reparar equipamentos pessoais dos clientes, sejam eles quais forem.

    Por fim, você remata este triste vídeo com um final para o qual nem encontro adjectivo. A cuspidela era mesmo escusada e foi de muito mau gosto.

    A única coisa que você conseguiu com o vídeo foi alimentar o preconceito já existente entre os dois países. Sim, porque o riso, você só o conseguiu junto das outras pobres ignorantes que também faziam parte do programa – sinceramente não entendo como o GNT deixou ir para o ar uma coisa destas.

    Maité, faça um favor a todos os portugueses, nunca mais ponha os pés por estas bandas porque você é “persona non grata” (se não souber o significado, em qualquer site de latim na internet há a tradução).

    Caso sinta um pouco de vergonha e se interesse por perceber um pouco mais da realidade portuguesa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s