Como arrumar a bagunça em 30 dias

Já faz tempo que estou no gerundismo “estou arrumando”. E pode haver faxineira, doméstica, amiga disposta, firma especializada… não adianta. Há coisas que só nós podemos fazer.

Resolvi que vou arrumar de vez porque estou muito afim de uma vida nos trilhos de novo. Até para que eu possa sair deles (coisa que muito me apetece).

* * *

Primeira etapa: defina o que a incomoda mais. Qual a bagunça pior em sua casa/vida. No meu caso, inegável que é a bagunça dos papéis que, durante décadas, foram arrumadíssimos, catalogadíssimos e organizadíssimos embora em grande quantidade. Faz uns três anos que não dou conta deles direito. Motivo? Conexões ocultas. Ou saturação mesmo.

O fato é que já passou dos limites.


* * *

Escolhi então, depois de mais de seis meses tentando arrumar (neste gerúndio que se arrasta), começar de uma vez a ser eficiente de novo.  O resultado é o meu bônus em liberdade.

Passo 1: catar todas as notas fiscais no meio de tanta papelada. Enfiá-las num envelope, caixa, saco ou mesmo num espeto de papéis (como eu fiz). Posteriormente, faz-se a setorização: por mês ou ano, guarda-se o que vale a pena, descarta-se o que não serve, doa-se para instituição de caridade (aqui há o Programa do governo Sua nota é um show). Não se esqueça de que  há notas vinculadas à garantia do produto, portanto é melhor ter uma pasta só para elas.

Passo 2: constatar que uma agenda para anotações é muito mais eficiente que 50 bloquinhos e um milhão de papéis avulsos. Estou a eliminar as anotações daqui e dali, a marcá-las na agenda nas datas necessárias e pronto. Depois, é só carregar a agenda para lá  e para cá e consultá-la. Também não dá certo ter muitas agendas. No máximo uma para a cozinha/casa a ser comunicação para a doméstica – caso a tenha –  e outra para os afazeres dos filhos.  Mas recomendo mesmo uma só. Menos é mais.

Deu certo para mim em toda a minha vida profissional(17 anos).

Para estimular-se, você pode se empenhar em escolher uma nova agenda, daquelas bem lindas em livraria ou mesmo estas daqui.  Se está economizando também, organizando as finanças, repagine a sua, afinal já estamos no meio do ano e não é todo mundo que é maluca como eu e adora comprar agenda em julho.

Passo 3: Separar material impresso de trabalho dos demais papéis. Colocá-los todos numa pasta específica para isso. Adoro aquelas de telinha transparente que a TokStok vende.

Passo 4: Arquivar urgentemente todos os documentos espalhados. Se tiver filhos, crie uma pasta com os documentos de cada um ou coloque-os todos numa caixa única. A Arte em Papel nos mata de desejo com as suas caixas.

Passo 5: peloamordedeus, junte todas as fotografias espalhadas numa caixa para depois escolher o destino que a elas dará. Coloque em álbuns, decida as que vão para os porta-retratos (aproveite depois para renová-los) e sem pena descarte o que não lhe servir mais. Para minha sorte, esta é a parte mais fácil da minha papelada. Adoro foto e tenho muitos álbuns organizadinhos. Meu trabalho nesta área se resume a dois anos de atraso. Apenas!

Estas são as minhas tarefas e primeiro dia. Amanhã tem mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s