Bobeira total

Momento burrice absoluta: lendo estes ridículos, mas tão úteis (neste específico momento), textos sobre como paquerar (é verdade mesmo que eu esqueço como depois de uma longa monogamia), descubro que faço mesmo tudo errado. Ao invés de elogiar o fulano, faço o inverso: elogio todos os cicranos ao redor, todos. Tática da provocação. Pode até dar certo com alguns… tsc tsc, mas com pessoas tímidas o tiro pode sair pela culatra.E agora?

Banana!

Anúncios

Como paquerar de novo

Você vê todo mundo todo dia… mas só aquele fulano interessa de verdade. ok.

É uma questão de frio na barriga, de coração derretido, de desejo latente. É que, um dia, seu olhar cruzou  o dele e um algo mais se revelou. Sabe-se lá por que deixamos de ser ilustres anônimas para alguém!

E, de repente, você se pega cantando músicas quase infantis, investe em si mesma, sente-se puerilmente alegre apenas porque o encontrou rapidinho e ele falou consigo.

Ah, tá. Não tem idade para isso…

O  problema é que quando eu saio de um relacionamento sério (juro!), fico aparvalhada, tonta, sem saber o que fazer para paquerar e sem perceber claramente se estou sendo paquerada. Vale olhos nos olhos, olhar mais profundo, sorriso … mas fico tímida. Inacreditavelmente tímida.

E por isso faz uns dez dias que ando lendo matérias do tipo “como saber se ele está afim de você”. Momento adolescente total.

A parte boa? É esse coração batendo de novo.