“A minha vagabunda”

“A babá de minha filha, brincando com ela, resolveu :

– Vem, Alice, venha colocar Shrekinha na sua cacunda* para fazer pocotó…

Neste ponto da conversa, ela voltou à sala e a babá, já distraída, conversava com a empregada. Ao que ela , do alto de seus 2 anos e 5 meses, disparou:

– Bó, rumbora logo, coloca Shrekinha na minha vagabunda.”

______________________________________________________________________________

*Saber que a babá de minha filha fala “cacunda” é motivo para outro post.

Anúncios

3 comentários sobre ““A minha vagabunda”

  1. Selma,

    eu não aguentooooooooooo com o grau de analfabetismo brasileiro. Estuda-se, estuda-se… mas o popular prevalece. corcunda no nordeste é o mesmo que costas. O povo do “virundum” repete “cacunda”… e por aí vai.
    Você chega em casa e sua filha linda que falava perfeitamente bem as concordâncias lhe diz em alto e bom som: “Mãe, nós vai para o shopping?”

    Mate-me.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s