Não, não basta

Não, não basta.

Não, não basta…

Não, não basta. Não basta. Não basta.

Há tempos em que não basta terremoto em nossas vidas.

Tem que vir também uma tsunami.

*

Raiva de ter lido um dia POLYANNA e ter esta besta mania de querer suavizar as coisas.

*

Tem horas em que miséria pouca é bobagem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s