Metáfora ou não

Descobri há pouco que meu relógio parou.

Se o relógio parou, parou meu tempo de coisas ruins.

Parei um tempo para cuidar de mim.

Parei no tempo com uma taça de vinho e tagliarini com gambas feito por mim em papo dez com amiga de infância.

Parei um tempo para curtir o descanso, desacelerar, sentir o tempo passar bom.

Parei para boiar na piscina.

Parei deitada de costas no deck molhado só sentindo a fluidez de ser humano.

Parei para ver minha filha sorrir.

Parei para ver as crianças brincando.

Parei para andar de bicicleta.

Parei e senti o vento no rosto.

Parei e tomei banho de rio, fiz ecoturismo e andei em turma.

Parei e vi que algumas coisas não se encaixam mais, não prestam mais, venceram a validade.

Tudo para o lixo.

Parei para tomar providências legais que há muito deveriam.

Parei o tempo e cuidei de mim.

Parei meu tempo e sorri.

Parei e nem percebi.

E foi muito bom.

Pressa? Nenhuma.

Há tempo. Sempre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s