Sempre Arnaldo

Já houve o meu tempo de “Socorro”… tempo em que “uma emoção pequena, qualquer coisa que se sinta… tem tanto sentimento deve ter algum que sirva.”

Tempo que passou. Chegou novo tempo. Novos contratempos. Normais. Ademais, ultrapassou-se fronteira do bom senso e do nonsense.

Catástrofes que pedem sono.

 

Hoje, perfeito:

 

Um comentário sobre “Sempre Arnaldo

  1. Pingback: Debaixo d’água* « A vida em palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s