Educa-se com amor

Gosto de professores felizes. Gosto de professores que sorriem. Não sei como se desperta amor pelo conhecimento sendo ranzinza. De mau humor. Cara feia.

* * *

Feliz porque a professora de minha filha parece ser muito feliz. Como eu. Há  a predisposição.

Premonições

“Bizarro, embora muito comum e familiar a todos nós, é o alívio que sentimos, assim como o súbito influxo de energia e coragem, quando, após um longo período de desconforto, ansiedade, premonições sombrias, dias cheios de apreensão e noites sem sono, finalmente confrontamos o perigo real: uma ameaça que podemos ver e tocar. Ou talvez essa experiência não seja tão bizarra quanto parece se, afinal, viermos a saber o que estava por trás daquele sentimento vago, mas obstinado, de algo terrível e fadado a acontecer que fi cou envenenando os dias que  deveríamos estar aproveitando, mas que de alguma forma não podíamos – e que tornou nossas noites insones… Agora que sabemos de onde vem o golpe, também sabemos o que possamos fazer, se há algo a fazer, para afastá-lo – ou pelo menos aprendemos como é limitada nossa capacidade de emergir incólumes e que tipo de perda, dano ou dor seremos obrigados a aceitar.”  Bauman , Medo Líquido.

Estranho, mas eu parecia saber do assalto a vida inteira. Quando era criança, sonhei diversas vezes com uma cena muito semelhante. E, nos últimos meses em casa, de junho a outubro, fiz vigília com a empregada, troquei noites por dias e passei em claro diversas madrugadas assombrada com a possibilidade.