Janelas da alma

Férias com a câmera na mão todos os dias… Já estou morta de saudades deste tempo. A partir de amanhã, providencio as férias da alma, meu olho vira uma objetiva, meu corpo ganha um membro a mais, robusta, reflex, e parto pelo meu dia-a-dia em busca da minha outra poesia cotidiana: a fotografia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s