Soupe au potiron

Soupe au potiron

Três dentes de alho, um fio de azeite extra virgem 13 ml (3 pp), uma cebola pequena cortada e 500 g de abóbora bem lavada com casca. Recheia o alho com o fio de azeite, quando subir o cheirinho delicioso, acrescenta a cebola e um pouquinho de água para fritar ainda, mexe para não queimar, acrescenta água e a abóbora. Após cozinhar até amolecer, bate no liquidificador e despeja na panela novamente.
No prato, acresça dois ramos de cebolinha cortadinhos e 25 g de croutons (uso o Crocantíssimo de peito de peru com requeijão da marca Plus Vita) ( 3 pp).

Total da receita inteira 6 pp. Rende 4 porções.

Livros e autores

Para conhecer um autor, eu sou um tanto avessa às biografias, ressalvando-se o que se mantém de factual e curioso nestas historietas da vida de cada um. É que as biografias são as pessoas vistas, sentidas e interpretadas por outras pessoas… e eu muitas vezes sou incrédula perante algumas percepções de biográfos.
Para conhecer um autor, com licença, meu senhor, eu me ajeito num sofá, no meio do meu edredom ou em um canto qualquer – que isso é o de menos – e mergulho, isso sim, em sua palavras, sorvendo sua literatura e ouvindo os seus sussurros que me falam à alma.

Modern

Facebook e Twitter nos conduzirão ao tempo real em que os amigos serão contados… muito spam, muito marketing alheio, muito vazio: no meio, extraímos a essência do que realmente importa – quando não nos perdemos juntos.

E eu continuo amando esta possibilidade tecnológica de multiplicar os diálogos e conhecer o outro pelo que displicentemente publica.