Estado civil: pé com as unhas pintadas de verde e podóloga atrasada uma semana…

Bom, nenhum problema feminino que um sapatinho fechado não resolva. Mas você gosta do pé lisinho, hidratado, as unhas em dia… “pé de gente” , como fala para a pedicure toda vez e ela se acaba na gargalhada. ‘Ué, e do outro jeito era como? Pé de quê?” Ao que responde: de dinossauro, de troglodita… dos tempos da caverna, menos de gente! (mais gargalhadas dela).
Então você namora longamente o algodão e o frasco de acetona, toma coragem, mata a preguiça hercúlea e vai até lá, pega-os, dá um jeito legalzinho nas mãos … até que o diabo verde da limpeza sai escondido e vai tomar a cerveja dele porque hoje é quarta, véspera de quinta e prima da sexta. E então se instala aquela preguiiiiiiiiiça insana e você decide (Oh, my God!) que é melhor mesmo calçar o sapato fechado ao invés de simplesmente gastar três minutos a mais esfregando as unhas e tirando o momento Incrível Hulk de lá. Tá.
É… Era você que ia ao salão sexta, ia sábado, ia domingo no shopping (mas odeia shopping aos domingos) e adia para segunda… e terça passou e hoje foi quarta e deixou para quinta, amanhã. É. Foi você mesma que optou por isso. “Ô tempo que me incomoda é ficar parada esperando fazerem as unhas…”
Mas você, com sua cara de pau, ou melhor, com suas unhas radioativas, vai sair com o rapaz justo no meio da semana e apela, rezando para a 
nossa-senhora-da-sapatilha-mostarda-fechadinha, para que a salve de si mesma , do seu momento green Kafka lá nos dedões do pé, que agora já estão bem ocultos… pega a chave do carro e sai faceira.
Conversa vai, conversa vem, toque daqui, riso dali, cheirinho, beijinho, mão na mão… abraço e tudo na mais perfeita ordem. 
Até que a lei de Murphy se impõe e… o bonito resolve agarrar suavemente os seus pés e tira-lhe o sapato com a frase cinderela : “ai, deixa eu sentir o seu pé”.
Sim, você poderia ficar em pânico. Poderia sair correndo para sempre pelo mundo, poderia culpar sua filha-pequena-pintadora-de-unhas-verdes-e-amarelas-e-roxas. Poderia mentir que sua manicure está acidentada e que você só confia nela. Poderia ir ao banheiro e nunca mais voltar. Poderia, simplesmente, se jogar no mar da Pituba e nadar até a África… mas não. Dá uma risada gostosa, ao mesmo tempo em que ele lhe calça rápido a sapatilha, assustado com a cor.
E continua, sem muito desespero, a fazer o que estava fazendo: carinho.

Anúncios

Um comentário sobre “Estado civil: pé com as unhas pintadas de verde e podóloga atrasada uma semana…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s