Há dias

Há dias em que , simplesmente, tudo funciona bem.
Há dias em que sua tolerância está maior, seu bem-estar prevalece e as coisas, tacitamente, acontecem.
Há dias em que a leveza se instala suavemente e vira promessa e projeto de vida.
Há dias em que o azul ilumina. A alma.

Anúncios

Nude

Dia nude

ao som  de Nando Reis e Skank “Sutilmente”

Estou no Rio para ver se rio mais.
Vim domingo, estou em casa de amiga, me divertindo e sendo feliz como manda o fakebook. Conheci gente interessante e ampliei um pouquinho este círculo de amigos que podem enfim nos apresentar a um namorado novo, quem sabe?!
Afora… andando, como Alena Gump, parente daquele outro, para ver se faz sentido a vida. Período sabático, estou me dando o prazer de me reencontrar em essência depois que tantas coisas se perderam pela vida. Ou de me reinventar.
Não, não estou triste, mas de vez em quando choro um pouquinho. Mais de emoção que de tristeza. Nas entrelinhas, vez ou outra, fico triste também. Nesta medida inexata que é a vida.
Beijo


Alena

P.S.: Aqui estou on tb, que amigo que se preza tem casa wi-fi.

 

Acabei de inventar

Como já falei várias vezes, gosto de rituais. Há lugares que nos causam lembranças dolorosas, que nos angustiam ou nos lembram o que poderia ter sido e não foi. Talvez o Leme da sua vida que se perdeu tal qual sonhara…

Pois bem, três anos depois, o tempo estimado de um luto mesmo, retorno ao local onde muitos sonhos saíram pedalando numa derrocada que me custou um preço altíssimo: família desfeita. Planejo voltar àquela porta de ferro, enorme, ver através das grades que nem fantasmas habitam os corredores frios, quiçá o muquifo de sonhos desfeitos. E descalçar lá as minhas sandálias douradas, os laços que se desfarão, velhos e frágeis, solados corroídos pelo tempo, gastos por tantas pedras  e asperezas. Descalça, caminharei em busca de lugar melhor, de ressignificações e um sapato novo .

Cuida bem de mim

Cuidar de si exige mais empenho do que a gente pensa. São tantas coisas e pessoas que nos sugam e atrapalham as nossas metas que podemos acabar não sendo prioridade para nós mesmas. Comprei este ano uma agenda linda, diferente da de compromissos outros. Todos os dias, abro a minha pessoal primeiro. E leio e releio ao longo do dia. Nela, agendo tudo que é importante para mim e sempre resolvo primeiro o que há ali registrado. Tem dado certo, tenho me sentido muito melhor, mais motivada e feliz. E a regra é clara: todos os dias do ano eu tenho que fazer algo bem bacana por mim.