Carpe Diem

 

O desejo é irracional.  E ele pulsa. Pulsa. Pul…sa.

Dispensa explicações.

Coração em descompasso.

O sangue correndo tão vida em meu corpo.

Olfato aguçado, buscando o teu cheiro másculo.

Os ouvidos? Surdos por causa do coração batendo uterinamente – e tão alto.

É a boca entreaberta desejando explorar seu corpo, senti-lo próximo.

Sobrancelhas arqueadas como desafio,

prescrutando a correspondência do que se sente,

indagando inquisidoras se seus olhos tão miúdos me enxergam com o véu turvo do desejo.

Então olvido o mundo.

O exterior.

O outro.

As ideias e os conceitos.

Também as culpas que agrilhoam o meu suor, este que só quer, como rio para o mar, ir ao encontro do teu.

Olvido os então questionamentos racionais que tentam – em vão! – estancar meus fluidos… impedir a vida de fluir. E fruir.

Carpe Diem.

Mãe Menininha do Gantois Memorial

O ILÉ ÌYÁ OMI ÀSE ÌYÁMASÉ – Gantois e a Associação de São Jorge Ebé Oxossi convidaram para o lançamento do livro Memorial Mãe Menininha do Gantois , dia 22 de julho de 2010.
Casa do Gantois Rua Mãe Menininha, Alto do Gantois n 23
Salvador Bahia

O evento transcorreu iluminado pela luz maravilhosa de Oxum.  Filhos e filhas de santo, artistas e personalidades da Bahia prestigiaram a noite, emprestando também sua luz ao lançamento. Servidos diversos quitutes e iguarias nordestinas e típicas, pairava a bênção acolhedora da Mãe Menininha sob o som inesquecível da Oração a Mãe Menininha do Gantois na voz de Gal Costa.

O livro Memorial Mãe Menininha do Gantois, inspirado pelo ideal de Mãe Carmen, reúne fotografias de Claudiomar Gonçalves, resultantes de um trabalho que durou cerca de dois meses .

Mãe Carmen radiante emanava toda sua majestade ao lado de suas duas filhas e de sua neta.

Mais registros:

E:

Ari Capela, fotógrafo, pedindo a bênção de Mãe Carmen.

Fim de festa…

Fim do evento no Gantois em clima ainda de total descontração.

O vídeo abaixo mostra parte do acervo para quem quiser vê-lo. Faz parte de um documentário sobre Mãe Menininha:

Flores da Bahia

De vez em quando,

eu fotografo .

Nestes dias, me sinto

feliz, porque faço o que amo e

sinto o deleite inenarrável

que é viver uma existência plena,

livre das obrigações diárias.

Sim, porque, quando fazemos o que amamos,

a vida acontece melhor

e parece que enche de alegria todo o nosso ser.

____________________________

Flores da Bahia (fotografias Alena Cairo em dezembro de 2007) .

Sim , o céu aqui tem este azul intenso…

O que é que a Bahia tem…

A Bahia tem acarajé .

 

foto by Alena Cairo

O acarajé frito vai dando água na boca…

foto by Alena Cairo

E é bom pensar que a tal de globalização ainda não acabou com o tabuleiro da baiana. Quem vier à Bahia ou morar por aqui não pode deixar de experimentar o delicioso acarajé da Cira. Meu pai quando era criança já o comia… 

foto by Alena Cairo

Para acompanhar a iguaria, uma porção de camarão de boa qualidade. 

foto by Alena Cairo

E uma vatapá delicioso, que é de lamber os beiços.

foto by Alena Cairo

Há quem não goste. Mas eu que não sou besta não dispenso a saladinha e a pimenta, é claro.

foto by Alena Cairo

Tudo isso, gente, lá no Rio Vermelho, ou, se preferir, em Itapuã, onde Cira vende há mais de 50 anos. Hoje é sábado e vocês sabem que aqui não há como escapar de cerveja, acarajé, abará e amendoim cozido. Lambreta para completar.