Este pretendente eu não pretendo! Ou Antes só…

A crônica da vida real anda evoluindo para nosso mais puro desespero! A parte III da série Este pretendente eu não pretendo acabou de acontecer há dois dias com uma amiga. A categoria Que pretensos! vai render…

____________________________

Cenário: barzinho moderninho de Salvador.

Ele: Músico, 38 anos, livre, hetero e desimpedido

Ela: Bailarina profissional, mãe de uma garota, 37 anos, divorciada, livre, independente e desimpedida

Ação? (levanta e vai embora, não?):

Conversarm a noite toda as amenidades que configuram uma paquera. Ela, slim, bebeu apenas uma cerveja long neck. Ele tomou várias. O papo rolou, a hora de irem embora chegou.

– Garçon, traz a conta.

Durante uns minutos constrangedores, ele olhou o papelzinho do bar estupefacto com o preço que iria pagar (aff). Ela, já constrangida pelas olhadelas indiscretas dele para a conta e para ela e vice-versa, deduziu logo:

– Olha, eu tomei uma cerveja, custa R$ 2,40, mais dez por cento, devo R$2,70.

– Não, que é isso, basta você me  dar dois reais.

– …

_________________________
Check list: rrrrrrrriiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiisssssssssssssssssscccccccccccccccccccc!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s